quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Querer o que não se pode.

Queria te dizer muita coisa agora.
Mas já não posso dizer a você.
Tudo que queria ouvir nessa hora.
Sei que não ouvirei de você.

É uma pena chegarmos nesse ponto.
Vivendo como um confronto.
Queria poder ouvir sua voz incrível.
Mas isso não mais é possível.

E no meio da noite ainda acordado.
Sei que sofro calado, cansado.
Tento não mais sonhar.
Mas como posso evitar?

Não controlo meus sonhos.
Quero sentir seu cheiro.
Ganhar teus beijos.
E no inconsciente te agarro.

Mas não posso querer essas coisas.
Isso acabou, findou, morreu.
E depois de todas as contas.
O que sobrou sou EU.


Daniel Bronzeri Barbosa - 18/11/2010

2 comentários:

Pode meter a boca!