quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Um sonho a realizar :: Disney com os Filhos


Fui uma vez para a Disney, presente dos meus pais em fevereiro de 1998 (mais do que só Disney,  NY com direito a All Star Weekend, mas isso é para outra história).

Desde a primeira vez que estive na Disney, um dos meus primeiros pensamentos foi: "trarei meus filhos aqui para ver e sentir a magia". Tá podem falar que me rendi ao capitalismo, a diversão, ao "império", nada disso será mentira, mas fato é que criei esse sonho.

Em 2005 fui a "trabalho" para Orlando, não cheguei a visitar a Disney, mas aquela sensação de magia, de diversão é grande demais. E então com dois filhos, um de 2 anos e uma de 5 anos, decidi "viablizar" a viagem.

Entenda por "viabilizar" estudar bastante, levantar prós e contras, mediar uma discussão interna entre coração e razão sobre fazer ou não uma dívida de mais de um ano para se divertir por dias. Fato é que o coração ganhou, comecei o planejamento, ao menos 3 planilhas com diversas opções, ainda não estavamos surfando na onda de crédito fácil, mas tinhamos a nosso dispor uma "parceria" que poderia facilitar.

Em julho fechamos. Alegria geral, conversamos com as crianças, tiramos passaportes, marcamos entrevistas de visto para agosto e viajaríamos em Setembro (logo depois de meu aniversário) era um presente, um sonho a alncançar. Dane-se que seria uma bica. Eu, logo eu, que não suporte dívidas me afundando em uma, mas nossa recompensa era a cara de felicidade deles. Em agosto chegamos a ter tickets dos parques em mãos, malinha de viagem, tudo pronto, absolutamente TUDO em mãos.

Mas como dizia os narradores de histórias dramática, "A vida, sim a vida, é uma caixinhas de surpresas". Resumindo a história, viagem remarcada e posteriormente cancelada, gastamos mais de três mil reais no lixo (e pra época já era muito), mas tem coisas que devem ser adiadas.

O sonho da Disney adormeceu. Vez por outra um amiguinho da escola deles vai pra Disney, volta contando todas as coisas legais e nisso vem a pergunta: "Pai, quando nós vamos?".

O mais engraçado é querealmente não pensava nisso, mas a enchurrada de informações sobre Disney tem sido tamanha, parece que o Universo conspira para nos deixar inquietos.

  • Primeiro o Pedro fala: "Pai, dá para fazer em 10 vezes no cartão sem juros" tudo bem ele não faz idéia que mesmo sendo sem juros eu tenho que pagar hehehe.
  • Depois vem uma promoção, para ir pra Disney com o Colírio Capricho, a Beatriz diz que não quer ir com o Colírio Capricho pois ele é 4 ou 5 anos mais velho que ela (ahhh se fosse pra encontrar o Justin Bieber), mas diz que quer ir logo.
  • Na seqüencia recebo uma ligação, no celular da empresa, de que "ganhei hospedagens de 7 dias para minha famillia (2 adultos e duas crianças) em Orlando", tá não é a primeira vez que isso acontece, a hospedagem é a parte MAIS BARATA, por incrível que pareça da viagem, mas bem agora?
  • Na sexta-feira passada, um colega me contou que é voluntário da Make a Wish Brasil (para quem não conhece vale MUITO a pena http://www.makeawish.org.br/), que entrou nessa depois de perder o sobrinho de 10 anos (e o irmão) num acidente de carro. E o sonho desse sobrinho sempre foi ir na Disney ver os super-heróis (Ele queria ir na Universal, mas para nós Brasileiros, Universal É Disney).
  • Minha prima Sandrinha, me lembrou de uma frase que minha vó sempre dizia "O melhor remédio é o tempo" e que devemos dar tempo ao tempo e viver o melhor possível a cada instante.
  • Hoje tenho uma conversa franca, sobre meus pequenos e ouço que "Só falta eu querer levá-los para a Disney em Janeiro".
  • Agora, pouco mais de uma hora, li o Blog da Elise (Salada Mista), o último post dela, sobre "Poder dizer Adeus", sobre a dificuldade que é não saber que uma coisa pode estar acabando ali e não ter mais essa coisa. Sobre o quanto vivemos avoados pensando nas tarefas e não vivemos como se o mundo fosse acabar, não usamos toda a intensidade possível.
Isso tudo para me convencer que SIM, para me PERMITIR sonhar, para APOSTAR que vou conseguir e colocar isso nos MEUS PLANOS de uma vez por todas.

Preciso matar essa frustração no meu coração. Preciso levar meus pequenos pra Disney, mais do que ter um carro até o final do ano que vem (me faz falta sim, mas nunca liguei pra carro, posso atrasar mais um pouco), mais do que mudar coisas em casa, quartos de lugar, móveis e afins.

Não serei irracional e marcar amanhã para a Disney, por mais que o crédito esteja disponível, tenho um rombo orçamentário a controlar, com empréstimos, cartões e limites a zerar. Situações a resolver. Mas posso sim, me planejar, se não para o Natal, se não para Janeiro, para o Carnaval, para a Páscoa, para as Férias de Julho, Dia das Crianças, Natal do Ano que vem. Fato é PRECISO ME PLANEJAR, preciso seguir os passos de um item do projeto de vida para ser feliz, para ter sucesso:
1 - Qual o meu problema: Angústia e frustação de não ter levado meus filhos a Disney.
2 - Objetivo (que resolver o problema): Viajar com os dois para a Disney (não é mandá-los para a Disney e levá-los para a Disney).
3 - Como fazer (planejamento real, não vale apostar na Mega-Sena): Quitar as dívidas com orçamento do salário, fazer mais projetos
4 - Quando (aqui precisa ser uma data fixa): Até 11 de Setembro de 2011, não misture as estações, É o DIA DO MEU ANIVERSÁRIO de 35 Anos.

E assim pretendo realizar este sonho.

--
Continue a Nadar... Continue a Boiar... MAS VIVA!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode meter a boca!