segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Quando o Sorriso volta ao seu rosto

Quando o sorriso volta ao seu rosto.
E o gosto amargo some da garganta.
Quando tudo parece que se levanta.
Realmente não poderia ser agosto.

Quando o costume de sorrir volta.
E você vê que tudo vale a pena.
Que a vida não é tão pequena.
E que todos deixemos ela solta.

Nessa hora reaprendemos de novo.
Que por mais que a lua esteja fria
Com um sorriso que nos deixa vistoso.

Podemos sempre iluminar o dia.
Um sorriso por vezes misterioso.
Um sorriso que nos tráz alegria.


Daniel Bronzeri Barbosa (20/12/2010)

Um comentário:

  1. ADOREI! QUE MUITOS, MAS MUITO MAIS SORRISOS ACOMPANHEM ESTES.... BJSSSS J.

    ResponderExcluir

Pode meter a boca!