domingo, 9 de janeiro de 2011

Filho Dodói e não podemos fazer nada.

Você fica doente e toca o foda-se, se cuida ou não, descansa ou não, pouco se preocupa e até esquece o remédio.

Mas e quando é com a Cria. Caracolhes, ficamos PILHADOS, queremos tirar com a mão, queremos que ele passe o que tem para nós, isso quando estamos ao lado do pequeno infante, mas e de longe, é uma angústia lascada. De verdade ninguém pode fazer nada a não ser medicar e estar do lado dele para qualquer "A" e isso tenho certeza que estão fazendo como sempre fizeram.

Só que não é você ouvindo o "A", ou o "B" ou o "C",você tem apenas feedbacks do que está acontecendo. Você fica de mãos atadas, coração explodindo de desespero e a cabeça não para de pensar mil coisas. O principal é pedir ajuda as fadas, doendes, elfos, bruxas, ninfas e principalmente Apolo o Deus da Saúde, o médico do Olimpo, que interceda e dê fim nessa virose.

Enquanto isso não acaba, continuamos monitorando de longe e torcendo, pois é o que por enquanto nos resta fazer.

Beijos virtuais ao meu Filhão. Não se entregue.

--
Continue a Nadar... Continue a Nadar...

2 comentários:

  1. Para avisar, o Pedrito já está bem melhor e curtindo as férias. Era só "viroseura" uma mistura de virose de praia com neura de pai.

    Beijos e obrigado pela preocupação com meu filhote.

    Baci per tutti quanti.

    Dan

    ResponderExcluir

Pode meter a boca!