sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

O eterno vira etéreo!

Mais uma vez.
Nesse dia, nesse mês.
Não queria falar disso.
Causar mais um reboliço,

Mas as coisas remontam
Elas voltam e revoltam.
Nos faz sempre reviver.
Mas não pra mais sofrer.

Saber que o eterno,
já se tornou etéreo.
Não dura o necessário
Como nesse aniversário.

No fim também se começa.
E crescemos já sem pressa.
E agora é que é a hora,
de então se renovar.

Descobrindo novas fontes.
Ampliando os horizontes.
Buscando o desconhecido.
Na conversa com amigos.

E então sem mais doer.
Dessa fonte irei beber.
Para a vida aqui saudar.
Pois não deixo de Amar.


Daniel Bronzeri Barbosa (14/01/2011)

2 comentários:

  1. Gostei da frase:"E no fim tbm se recomeça." Já sabia... mas sempre me esqueço!

    Ficando para te seguir

    Sil

    ResponderExcluir
  2. Fique a vontade SIL... é sempre um prazer receber gente aqui.

    Baci

    Dan

    ResponderExcluir

Pode meter a boca!