quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Vai acabar o Jejum!

Olha só como eu sou estúpido,
como as coisas tão funcionando,
Um celular, vou escutando mudo.
E logo cedo vou me magoando.

Porque tem celular que se auto atende.
Porque nos forçamos uma situação.
Não quero reviver essa coisa doente.
Vou tocar a vida mudar de paixão.

Hoje eu não durmo, vou pedir alforria.
Vou me acabar essa noite inteirinha.
Terminar o jejum do que eu não queria.

No sofá da sala e na mesa da cozinha.
Ardendo em chamas como uma fogueira.
Encher de Amor essa cama que é minha.


Daniel Bronzeri Barbosa (03/02/2011)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode meter a boca!