sexta-feira, 25 de março de 2011

Hoje e Agora!

Você não cansa, insiste,
Mas uma hora desiste.
Sofrer pode ser tara.
Não quero mais. Para! Para!

O que guardamos de bom?
Memórias de um dia de sol?
A chuva no asfalto quente?
O gosto do beijo da gente?

Guardamos tudo, enfim.
Começo viver para mim.
Descubro um novo desafio.
E deixo de ser arredio.

Vivo, o hoje, o agora.
Intenso sem demora.
Não esqueço o passado.
Não que tenha alo errado.

Mas escrever o futuro.
É um tanto, quanto duro.
Sem ser pautado em erro.
Muito menos em desespero.

Faremos com muita calma.
Cuidando de nossa alma.
Preservando o sentimento.
Eliminando o Lamento.

Me apaixono, me dedico.
Namoro Mesmo, não fico.
No seu tempo, na sua hora.
Com todo o tesão que aflora.

Sem deixar de Amar.


Daniel Bronzeri Barbosa (25/03/2011)

Um comentário:

  1. Lindo post Dan...o presente é o que há de melhor pra se viver..estou aprendendo isso a duras penas esses tempos.

    Bom findi!

    Bjo

    Van

    ResponderExcluir

Pode meter a boca!