segunda-feira, 20 de junho de 2011

Escrever me diverte...

De noite escrevo pelo telefone.
De dia pelo micro.
Estou novamente insone.
Dificilmente desligo.

Quero gritar com um megafone.
Na escuridão da noite de domingo.
Na minha cabeça não para o trombone.
Solidão é meu bicho amigo.

Das vezes que fui para o bar.
Beber e parar de pensar.
Não me divirto e volto a escrever.
Pois se não sou feliz, finjo ser.


Eu mesmo (completando o algo mais D+2)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode meter a boca!