domingo, 19 de junho de 2011

Viciante!

Quando te terei de novo ao meu lado?
De sua presença eu sou viciado.
Bebida forte ainda não me cura.
Caipirinha, te quero mesmo é pura.

Cigarro bom fica sempre apagado.
Prefiro seu beijo a dar outro trago.
Me excito ao te pegar na cintura.
Minha sorte esta rindo, esta dura.

Te vejo sorrindo, dançando no banho
Assim me divirto, só te observando.
Quanto mais penso, lembro e me assanho.

Não entro em briga, mas vivo jogando.
Se perco aprendo e assim eu ganho.
Então não paro, continuo nadando.


Daniel Bronzeri Barbosa (19.06.2011)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode meter a boca!