segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Cansa

Tudo que é demais, cansa.
Dói como a ponta da lança.
Que fura nossa pele.

Se vai pra pista, dança.
Faça como uma criança.
Se solte, se libere.

Se ta na chuva, se molhe.
Se sabe o que quer, escolhe.
Não deixe que outro o faça, defina.

Para se proteger, se encolhe.
Quando atacar cresça, dobre.
Faça fogo e não só fumaça.


Daniel Bronzeri Barbosa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode meter a boca!