quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Para uma moça tímida...

Uma hora você encontra,
liberdade e sossego.
Uma hora você encontra,
alguém com desapego.
Que tenha o dom.
Que te vire do avesso.
E acharás tudo de bom.
Uma hora vais perder o pudor.
Trocá-lo por carinho.
Trocá-lo por Amor.
Não desista, nunca.
Uma hora você encontra
E vai se deliciar.
Rir do passado,
cansar de gozar,
na boca do ser Amado.


Pra moça que tem vergonha de receber...

Daniel Bronzeri Barbosa (31.08.2011)

2 comentários:

  1. Sou (MUITO) tímida, em muitas situações do dia-a-dia! Mas nessa hora, não! Mas não meeeesmo! :)

    ResponderExcluir
  2. Que lindo... a beleza da espontaneidade, do amor, do afeto... Aplausos para o poeta!

    ResponderExcluir

Pode meter a boca!