domingo, 4 de setembro de 2011

Conserto. O acerto do erro.


Erro.
Mas nem sempre vou errar.
O que tem pra arrumar conserto.
E não me envergonho ao tentar
Pois não tenho medo, disserto.

Se as vezes disperso não acerto.
Com música ou concerto no ar.
Eu mudo e miro, no alvo correto.
E de certo acerto um coração pra...
Amar.


Daniel Bronzeri Barbosa (04.09.2011)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode meter a boca!