sábado, 7 de abril de 2012

Na minha lua...

Na minha lua... Entrariam bailarinas e dançarinos de tango. Trapezistas e alguns palhaços mundanos. Para poder imitar. Na minha lua... Entrariam jogadoras de vôleibol. As musas do curling bronzeadas do sol. Para se admirar. Na minha lua... Entrariam crianças espoletas. Velhos apoiados em suas muletas. Para aproveitar. Na minha lua... A gravidade é zero e o tempo não passa. O ambiente é gostoso e a luz escassa. Para acalmar. Na minha lua... Tem vida, tem erros e defeitos. Que curtimos de qualquer jeito. Para poder pensar. Na minha lua... As deusas e ninfas ficam nuas. As bruxas e magas aprontam das suas. Para atiçar. Na minha lua... A guerreira namora o dragão. A irmã brinca com o irmão. Para alegrar. Na minha lua... Tudo é permitido. Pois não terá mocinho ou bandido. Para perturbar. Na minha lua... Quero você ao meu lado. Suspirando baixinho, enquanto eu acordado. Para isso falar. Na minha lua... Para a sua. Dandan Johnes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode meter a boca!