segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Pra onde vamos?

Correndo em sentidos diversos.
Com os ouvidos dispersos.
Esquecendo a letra da poesia.
Esperando um novo fim de dia.
Conectados em aparelhos diminutos.
Mudo e surdo para os insultos.
De uma sociedade hipócrita.
Que prega a inclusão insólita.
De seus iguais descriminados.
Putas, mendigos e viados.
Negros, mulheres e aleijados.
O politicamente correto e enjoado.
Senso de direção pro outro lado.
Uns acham que ajudam.
Dentro de carros importados.
Mas abrem mais um abismo.
Direções e sentidos errados.
De homens que correm afobados.
Fingindo-se atrasados.
Sem perceber que o tempo não para.
Que não tem janelas, nem amarras.
Apenas a cegueira seletiva.
De meias verdades,
inteiras mentiras.

Leinad Johnes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode meter a boca!