sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Quando eu morrer!

Quando eu morrer quero que brindem, que dediquem um golinho para mim.

Quando eu morrer quero que risadas de lembrar de minhas palhaçadas sem graças enfim.

Quando eu morrer quero que lembrem que fui um sonhador e me dediquei até o fim.

Quando eu morrer quero que me deixem, mas se puder não se esqueçam.

Quando eu morrer quero ser cremado, não quero velório,  quero festa.

Quando eu morrer quero que comemorem que vive por Amor, Amei e fui Amado!

Quando eu morrer quero que cuidem, dos que ficam e lembrem-se que o mundo sempre será diferente,  não por mim, mas por ter um ser a menos.

Quando eu morrer quero que cantem, que saudam o Sol e a Lua.

Quando eu morrer quero que obedeçam e cumpram esse combinado.

Quando eu morrer quero que chorem, sim, pois isso ajudará a passagem ser mais doce.

Quando eu morrer quero música alegre, irlandesa, italiana, de sátira ou sacana.

Quando eu morrer quero que comam, doces, cozinhas, batatas e tudo mais.

Quando eu morrer, espero ficar em paz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode meter a boca!