quinta-feira, 17 de abril de 2014

No banheiro

Primeiro você sente um arrepio quente, como quem não quer nada acena e se ajeita para se fazer presente.
A volúpia cresce a vontade idem. Começa a transitar pelo seu corpo correntes de frio e calor que você não controla mais, olha pra um lado, olha pro outro, não tem ninguém por perto e voce pega ele, com carinho se ajeita, ajuda as coisas e sem pestanejar procura um cantinho um lugar mais tranquilo onde ambos possam se sentir livres.
De relance uma porta com néon encima a figura de uma dama de saias não te envergonha, segurando ele com força leva ele e adentra o recinto, vazio, escuro,  úmido...
Outra porta e as calças começam a cair, suspiros são soltos a esmo, vai ser aqui vai ser agora... voce tira ele pra fora e...
Ahhhhhhh que alívio!

Pena que voce esqueceu de levantar a tampa. A mulher vai brigar contigo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode meter a boca!