quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Poesias Fast Food!

Quem apressa a prece, paga o preço que merece.

Conta comigo cômico, como quando conto contos colossais.

Cem assentos soltos, sem sentido de sentar.

General que mente patente, não tem gente competente.

Diz trair a si mesmo distraído com o espelho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode meter a boca!