sábado, 14 de novembro de 2015

Convite...

Vejo na porta do quarto o convite.
"Entre aqui e deixe a imaginação fluir."
O dia não terá fim, nem a noite...
Tire tudo, dispa-se do pudor.
Esqueça razão e crença.
Se desfaça da matéria.
Venha de espírito livre e alma inquieta.
Veja o que te espera, seu sonho...
Obra-prima em formato de desejo.
Feche a porta e abra a mente.
Sinta o calor e a brisa.
A umidade e a rigidez.
Sugue o que puder, beije o que quiser.
Apalpe, aperte, acaricie, toque...
Troque de lado, chegue mais perto.
Se afaste para ver, chegue aqui para eu cochichar no seu ouvido.
Sinta o perfume, prove do gosto doce...
Perceba a linha tênue entre vibrar e pegar.
Se envolva, se entregue...
O mundo continua girando, mesmo você estando parado.
Fale, grite ou cale-se.
Aproveite.
Mais uma vez.
O que sempre será seu...

Eu!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode meter a boca!