quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Antes do embarque!

Se é partido não é inteiro.
Se toma parte, não é o todo.
É tolo pensar em re-unir.
Mais burro pensar em dividir.
Ainda em mais pedaços.
Virando milhares de cacos.
Chegando talvez ao indivíduo.
Que por si só é um partido.
Um inteiro partido sozinho.
Ou então juntar os partidos.
Casar idéias pra criar alianças.
Pensar só em si, como crianças.
Mimadas, irritadas por falta de doce.
Um pixuleco, uma coxinha, um mal bocado.
Ou uma bocada maior da mais valia.
A geração coca-cola pode ser pepsi.
Mas chá de erva, só se for cidreira.
Pois a outra, da paz verdadeira não pode.
Acalma mas dizem que explode.
Que alimenta a corrupção.
Que ajuda o ladrão.
Mas quem é o Alibaba da vez? O da China?
Que cópia, que imita, e fica por isso mesmo?
É nisso que dá tomar a rua a esmo.
Black blocks das black fridays.
Cyber piratas de todinho com negresco.
Meses coloridos, feriados importados.
E ninguém mais sabe o hino a bandeira.
Não tem mais lado pra roubalheira
Mas se você estiver de fora.
Seu nome pode não estar.
Chamam resíduos tóxicos de lama.
Chamam escândalos e escraxos de lama.
Que eu saiba merda vira adubo.
Mas lama virou sinônimo de sujeira.
Mas se for remédio ela é verdadeira.
Boa de vender e melhora sua cútis.
Nem comentarei de sindicato, pois seria mostrar como ninguém abre mão do seu espaço.
Mas estão sempre a uma fagulha de jogar tudo pra lá.
Desistem de tentar, pois ainda é feio errar.
Dizem que demora pra ganhar algo na vida.
Mas lembra que você é resultado da sua primeira vitória.
Pois de milhares, você com certeza foi um dos que ganhou sua primeira corrida.
Considere-se sim um espermatozóide de sucesso. (Mesmo que alguns tenham empatado, os micronésimos de segundos não contam).
E se conseguiu chegar até aqui, escolha uma linha, ao uma para comentar.
Tente exercitar-se. Pense. Não é difícil.
Talvez marque, mas não dói.

Beijos a todos, molhados, coloridos, perfumados, doces e engraçados!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode meter a boca!