terça-feira, 19 de abril de 2016

Inteligência Artificial - Um resumo para amigos e filhos com exemplos sem tecnicidades.

Meu irmão me pediu algo e lembrei de um texto morno que fiz a algum tempo para minha filha, um e-mail antigo mas que continua inovador (ao meu ver), renovei os exemplos, coloquei um pouco mais de informação, tirei tecnicísmos que adorava colocar e compartilho com todos parte do que entendo de Inteligência Artificial (IA).

A IA pode nos ajudar muito poupando tempo com tarefas diárias voltadas a entrada, processamento e saída de dados, o tende a ser cada vez mais importante com Grandes Bancos de Informação (BigData).

Podemos dividir AI em duas formas: Específica (IAE ou ANI ing.) e Generalista (IAG ou AGI ing.).

Inteligência Artificial Específica
Essa primeira e que se encontra mais avançada (que vamos dar um maior foco aqui) é o que temos inclusive em nosso dia a dia, grandes computadores enxadristas, algorítimos para indicação de produtos, análise de compras, tendências de uso e visitação de sites e portais na internet...

Colocamos nesse mesmo pacote os assistentes pessoais (Cortana, Siri, Google Now...), foram feitos para um FIM específico e tem um USO específico, fazem parte da primeira forma que é um banco de dados nem tão grande, mas com entradas e saídas pré-definidas de acordo com entradas de texto, voz ou mesmo de sua localização GPS.

Outro excelente exemplo, já situando mais para a análise de dados é o Watson da IBM que já está sendo usado em diversas áreas de negócio principalmente para auxiliar na tomada de decisões. (http://www.ibm.com/cognitive/br-pt/outthink/)

Existem várias ideias sobre ele, mas me chama atenção a idéia de Negócios Cognitivos, e acho que uma das boas definições dentro do que as empresas procuram é: "Exploração e Descoberta Cognitivas, através de padrões comuns nos conjuntos de dados tradicionais e não estruturados, um negócio cognitivo pode acelerar a pesquisa e diminuir o tempo de colocação no mercado." definição da IBM.

A Associaeted Press usa o aplicativo Wordsmith da empresa Automated Insights (https://automatedinsights.com) para criar muitos de seus textos e distribuir para WNBC, Yahoo entre outros clientes. De forma preemptiva ele analisa fragmentos de informação, segue um padrão de escrita e concluí em um texto sobre os padrões da empresa.

Outro exemplo bem específico é o algorítmo que o um jornalista do LA Times criou para escrever automaticamente textos sobre terremotos e abalos sísmicos o Quakebot.

Os carros inteligentes também são dotados de uma inteligência artificial específica, recebem inputs, os processa sob algorítimos pré-definidos e dá seu output por meio da direção, sempre defensiva.

Por fim temos o exemplo de Robôs que operam nas bolsas de valores, analisando a entrada rapidamente dos dados, os viés de um determinado papel e realizando em milésimos de segundos operações que um trader humano não consegue realizar em menos de 10 segundos. Obtendo assim grande vantagem competitiva.

Inteligência Artificial Generalista
Já a IGA, ela ainda está engatinhando, em linhas gerais é a criação do Pensar, não apenas o Entrar, Processar e Sair, mas o raciocinar, criar hipóteses e possibilidades para a escolha.

Ainda não conseguimos realizar um julgamento jurídico (embora alguns lugares tentem fazê-lo), decidir para qual aluno colaborar de forma mais ou menos incisiva, de que colaborador qual exigir maior ou menor meta, criar emoção contando uma piada que caiba em determinado contexto, tudo isso não para criar robôs assassinos ou enfermeiros caridosos como o cinema nos mostra, mas para tomar ciência e nos ajudar em tarefas difíceis e decisões delicadas.

Infelizmente os estudos inovadores geralmente se inciam pela indústria bélica e com isso temos sistemas tomando decisões em aviões não tripulados a realizar "defesas automáticas" de acordo com o que entende por correto, mas além disso também temos a possibilidade de uma inteligência de criação de artes, conseguindo entender os efeitos causados por uma pintura, uma música ou um texto e replicar em formas inovadoras e até mesmo criativa.

Nesse quesito ainda fico na parte dos sonhos, mas com uma torcida para se acelerar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode meter a boca!