quinta-feira, 15 de junho de 2017

Serve?

Cada um deita na cama que lhe cabe.
Sabe a dor que mais sofre.
Cada um deveria seguir o que lhe é prioritário.
E também aceitar que ninguém é igual.

Cada um tem um ritmo.
Cada um tem um humor.
Cada um tem uma necessidade.
Uma vontade, um sonho.

Cada um tem um desejo a realizar.
Cada um precisa de cuidados diferentes de outros.
Solicita um nível de atenção.
Tem ações individuais.

Cada um julga o outro pela suas regras.
Cada um com a sua moral.
Cada um com sua ética.
Cada um com sua corrupção.

E pra viver em sociedade?
Cada um tem que se cortar, se podar, se aparar, se dividir, se limitar...
Cada um se esconde como pode.
No cansaço.
Na barba.
Na preguiça.
Na arrogância.
Na imbecilidade que lhe é propícia.

Fodam-se cada um que leu isso.
Foda-se quem escreveu!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode meter a boca!