quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Sim... sou assim.. um minuto não no outro SIM.

Pois é... realmente devo assumir, algumas coisas que falo apenas levando a razão em conideração eu não cumpro. Assim como quando falo levando apenas a emoção em cosideração também mudo de opinião.

Acho que as palavras Sempre, Nunca, Tudo e Nada deviam ser interpretadas diferente. Muito diferente.

Defendo a tese que quando um não quer dois não brigam, briga precisa de dois brigando ou é apenas um espancamento, e se tiver 2 ou mais batendo e um só apanhando é linchamento. Ou seja quando um não quer não tem briga.

Sei que optei por viver intensamente, um dia de cada vez. Sempre respeitando o próximo, mesmo que o próximo não esteja próximo (e isso acontecerá muitas vezes, o respeito não é a ele mas sim ao seu sentimento por ele). Me propus a me divertir muito, sem me fazer mal, gastando o que posso, pois o contrário disso me faz mal, cuidando de minha saúde, pois senão isso me fará mal.

Não prometer o que não sei se vou cumprir, se comprometer é deixar parte do seu ser ali.

Ter um filho é se comprometer, é como escolher fazer uma tatuagem na cara. Você está comprometido com a sua escolha.

Não me arrependo de nada, menos ainda do que foi e é bom. Me arrependo de coisas que não fiz? Sim me arrependo, mas passa, pois não tenho um DeLoren ainda. Muito menos um professor maluco que me dê um relógio do tempo. E ainda não ativei meu poder de Mestre do Tempo-Espaço.

Bom, em reumo hoje (ontem) foi um dia Extremamente Bom... Ou Totalmente excelente... Tudo o que um homem de 34 anos pode querer... de ligações dos filhos a tarde, esporte, o time ganhando, chocolante quente delicioso, um dos melhores, não por ser o único dos últimos tempos.

E a certeza de que a vida é bela, cheia de momentos fellizes, que suplantam outros tantos que não são.

Beijos e Boa noite.

Continue a Nadar... Continue a Nadar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode meter a boca!