domingo, 5 de junho de 2011

E deveria?

Já não sou o mesmo,
nem queria mais ser.
De tudo que vivo e desejo.
E tudo que ainda hei de ver!

Menos, bem menos,
nadica de nada.
Sonhos e anseios.
E um outro lugar nessa madrugada.

Dan (5.6.2011)

Um comentário:

  1. E triste de quem não muda, de quem vive sempre na mesmice, de quem desconhece o novo...
    Mude sempre!

    Um abraço!

    ResponderExcluir

Pode meter a boca!