terça-feira, 27 de janeiro de 2015

O avesso do travesseiro.

Quando para de procurar,
você encontra.
Quando resolve fazer o certo,
você apronta.
Quando não quer mais escolher,
te dão opção.
Se quer diversificar,
não!
Quando precisa carinho,
percebe a dor.
Se é pra viver sozinho,
te cai um Amor!
Nos momentos mágicos,
vê a realidade.
Na presença ou chegada,
saudade.
Quando bate a fome.
ganha merda.
Se sente a vitória,
ganha a perda.
Se precisa de onda,
calmaria.
E no meio de um banho relaxante,
água fria.
Se espera o inverno,
faz calor de verão,
Se espera o sexo,
aparece um irmão.
No conforto do lar,
flor pinica.
Se era pra sair,
você vai e fica.
Quando pede o contrário,
flutua no chão.
Mas se quer a verdade,
traição.
Da doença do choro,
ao homem são.
Canto em um coro,
com a solidão.
Quando menos percebe,
mais sobra pra mim.
Se eu quero sumir?
Sim!!!

Eu, hoje!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode meter a boca!